Do It Yourself (ou não)

Há algum tempo tenho feito alguns “experimentos” no meu canal do YouTube, afim de aprimorar também essa plataforma para que se torne um complemento desse blog.

Algumas lives sobre programação e principalmente, alguns mini projetos relacionados ao MSX e computação em geral, tem sido feitos nesse interim, como a live onde demonstrei o código da engine 3D portado a partir do vídeo e código apresentados em “Code it yourself – First person shooter” do excelente canal do Javidx9.

Pop!Live Stream Code It yourself-First person shooter on MSX-TR (Quick and simple Turbo Pascal 3.3F)
Pop! Live Stream – Code It yourself – First person shooter (Quick and simple Free Pascal)

Hoje finalmente liberei mais um formato, que acredito ainda precisar de aprimoramentos de maneira geral.

É o quadro “Faça você mesmo (ou não)”, para isso já até criei a playlist só para facilitar a busca nos vídeos dessa série em meu canal.

Entretanto podemos dizer que esse formato ainda é WIP (Work In Progress) e que estaremos ajustando nos próximos vídeos.

Toda sugestão é bem vinda.

MSX 1.1 Expert XP800 Capacitor Recap e CPU upgrade (Z80 6Mhz)

[]’s
PopolonY2k

Print Friendly, PDF & Email

Super Laydock Mission Striker

Um dos melhores jogos de shoot ’em up já feitos para o MSX pela lendária T&E Soft e apesar da limitação do MSX1, os desenvolvedores da T&E Soft conseguiram, nesse jogo, trazer a mesma experiência dos arcades para o computador, na época.

Super Laydock Mission Striker

O jogo foi um sucesso e transformou uma empresa de 2 irmãos, Toshiro e Eiji Yokoyama (daí o nome T&E), cujo headquarter diz a lenda era seu quarto, em um dos maiores estúdios de games da década de 80, rivalizando com gigantes como a Konami, Sega e Taito.

Esse sucesso inicial colocou a T&E Soft na mira dos grandes produtores de hardware a ponto de bem antes do lançamento do MSX2 pela ASCII Corp Japan, a T&E Soft receber atualizações de BIOS diárias da nova máquina que estava por ser lançada, pois a ASCII tinha grande interesse que empresas como a T&E Soft lançassem jogos e softwares exclusivos para o seu novo MSX2.

Assim começou o desenvolvimento de Laydock, uma continuação de Super Laydock só que para MSX2. Entretanto a cada mudança de BIOS recebida, o jogo quebrava dificultando a conclusão de seu desenvolvimento no prazo.

Laydock

No final da história, Laydock não conseguiu superar Super Laydock, apesar do hardware e capacidade gráficas superiores do MSX2 frente ao MSX1.

PopolonY2k

Print Friendly, PDF & Email

Nemesis Lonestar – 8080-Z80 ASM

A cada ano centenas, milhares ou até milhões de páginas na internet são criadas, removidas, atualizadas ou abandonadas até que sejam naturalmente esquecidas, dependendo apenas dos snapshots providenciados pela Wayback Machine da Internet Archive.

Com isso muito material é agregado ao ecossistema da web e também muitos deles são perdidos para sempre, que para mim é um ciclo natural na rede.

Entretanto muita informação jamais deveria desaparecer da internet, principalmente aquelas sobre tecnologias antigas que na maioria das vezes nos mostram a criatividade e as técnicas utilizadas no passado pelos pioneiros da tecnologia.

Infelizmente o site MSX Info Pages do Hans Otten, fechou as portas no dia 02 de abril de 2019 e com isso perdemos muito material importante não só para a comunidade de MSX, bem como para a comunidade de retrocomputação em geral, uma vez que o mesmo continha muita informação técnica agregada em uma única fonte.

É nesse contexto que apresento àqueles que não conheciam, o site Nemesis Lonestar que costumava estar nesse link aqui, mas que agora infelizmente está quebrado desde o dia 16 de janeiro de 2019, segundo o último snapshot gerado pelo Internet Archive.

O Nemesis Lonestar tinha muita informação técnica principalmente sobre programação Z80, dentre as quais uma tabela muito bem feita contendo todo o Instruction Set dos processadores 8080-Z80, muito bem organizado em colunas e que podia ser encontrado aqui nesse link que também deve estar quebrado.

Toda vez que eu programava em ASM e procurava por uma referência rápida do Z80, eu consultava essa página que está nos meus favoritos até agora, apesar de não mais existir no endereço original.

Felizmente temos a WayBack Machine, que pode ser sempre consultada para se obter o último snapshot dessa página que contém essa tabela de mnemônicos do Z80, entretanto apesar da Internet Archive manter esse snapshot, tomei a liberdade de baixá-lo (apenas dessa tabela de mnemônicos do Z80) e criar uma seção em meu blog para futuras consultas a quem interessar e também para agregar, gradativamente, ao material de referência de ASM e Z80 no blog.

Apesar de todas as mensagens de Copyright (c) do autor original da página e principalmente do mesmo citar que é expressamente proibida a reprodução de qualquer material do Nemesis Lonestar, acredito que a essa altura do campeonato ele não irá reclamar essa página, ou se reclamar no futuro, aí conversamos e tentamos resolver, mas no momento eu quero é ajudar na manutenção desse conteúdo.

Por isso deixo abaixo o endereço dessa tabela do instruction set do 8080-Z80, que costumava estar no site do Nemesis Lonestar mas que agora pode ser consultado aqui no meu blog nos endereços abaixo:

HTML version
http://popolony2k.com.br/xtras/programming/asm/nemesis-lonestar/8080-z80-instruction-set.html

Text version
http://popolony2k.com.br/xtras/programming/asm/nemesis-lonestar/opcodes.txt

[]’s
PopolonY2k


Print Friendly, PDF & Email

Featured project – Aleste Gaiden – Part II (Box)

Já é de conhecimento de grande parte da comunidade MSX nacional e internacional, que recentemente foi desenvolvido no Brasil um port para cartucho do jogo Aleste Gaiden, feito pela comunidade brasileira através da MSX Brasil Oficial no FaceBook, jogo esse originalmente apenas disponível em disquete.

Eu já havia descrito aqui mesmo no blog através desse outro artigo aqui, os detalhes de como o projeto fora desenvolvido e as dificuldades enfrentadas no decorrer de seu desenvolvimento, entretanto antes da finalização da confecção dos cartuchos os participantes iniciaram uma conversação paralela visando a confecção de uma caixa personalizada para os cartuchos, deixando assim o projeto ainda mais “glamouroso”.

Ao contrário de 30 anos atrás, quando eramos apenas a geração de adolescentes que iria mandar no mundo, hoje somos programadores, artistas, empresários, designers, diagramadores, professores, já experientes que formam essa comunidade heterogênea que realmente faz a diferença.

Propaganda da Gradiente (1985) – A geração que vai mandar

Um dos caras que está mandando e está mandando muito bem 🙂 é o Ricardo Wilmers da RWS Print Solutions, também um dos membros bem atuantes da comunidade MSX, Apple II e de retrocomputação em geral.

Ele foi o responsável pela criação das caixas do cartucho Aleste Gaiden, cujo resultado ficou excelente, conforme pode ser visto nas imagens abaixo:

Como todos sabemos, a comunidade tem trabalhado para disponibilizar novos lançamentos, adaptações e relançamentos de software e hardware da forma mais barata e acessível a todos da comunidade, então a maioria desses trabalhos são feitos pelo prazer em sua grande maioria.

Entretanto de alguma forma esses trabalhos dão um retorno imediato ou até mesmo futuro seja por um trabalho contratado por algum membro da própria comunidade, para um outro fim profissional ou até mesmo pessoal, então deixo aqui os dados profissionais do Ricardo Wilmers, que recebi com o box e o cartão de sua empresa, a RWS Print Solutions, que conforme descrito no em seu cartão é especializada em Impressão Off-Set, Impressão Digital, Editoração Eletrônica, cópias preto e branco e coloridas, encadernações e tudo mais relacionado a essa área de impressão.

RWS Print Solutions
Rua Catolândia, 143 – 02839-000 – Freguesia do Ó – SP – Tel (11) 98182-4614
rwsgraph@gmail.com
Ricardo Wilmers Siqueira

Para finalizar deixo registrado aqui que, assim como feito anteriormente, o Marcelo Zoffy e o Júlio Lemos que foram imprescindíveis para a conclusão desse projeto e que já haviam sido presenteados com 1 cartucho cada um, também receberam esse Box feito pela RWS print solutions.

Que venham outros projetos.

[]’s
PopolonY2k

Print Friendly, PDF & Email

Featured project – Aleste Gaiden Cartridge (MSX Brasil Oficial)

Depois de um longo período de silêncio, devido a um período de muito trabalho não relacionado a coisas legais, finalmente retorno com novidades, principalmente porque apesar do blog estar um pouco silencioso não significa que trabalhos em background não estão sendo desenvolvidos, muito pelo contrário pois essas horas de silêncio significam que muita coisa legal está sendo feita 🙂

Vamos deixar as outras coisas legais para outros posts pois o objetivo desse post aqui é mostrar um cartucho desenvolvido por uma das maiores comunidades de MSX no Facebook, que é a MSX Brasil Oficial, comunidade essa onde sou um dos fundadores e também um dos moderadores.

O projeto se iniciou nas conversas entre Erwin Brasil, um dos fundadores e também um dos moderadores da MSX Brasil Oficial com o Sergio Augusto Vladisauskis um dos membros mais atuantes da comunidade MSX nacional. Após algum tempo o Sergio entrou em contato comigo perguntando sobre a compatibilidade de uma ROM do jogo para MSX2, Aleste Gaiden, que havia sido gerada pelo software do Vincent Van Dam, o DSK2ROM.

Um problema havia sido detectado no som FM da ROM gerada, quando executada nos MSX TurboR operando em modo R800, causando sons estranhos e modificando completamente a musica para ruídos nada agradáveis de se ouvir. Ao testar essa ROM em um dos meus MSX TurboR, naquele dia, eu não sabia que estaria entrando de maneira intensa no desenvolvimento desse projeto.

Após testar essa ROM e concluir que tínhamos um problema, chegamos a conclusão que estava relacionado ao modo R800 pois eu havia testado a mesma ROM no MSX TurboR mas em modo Z80, bootando a máquina pressionando a tecla 1 e tudo havia funcionado perfeitamente, então para corrigir isso deveríamos inserir uma rotina que chaveasse o funcionamento dessas máquinas para o modo Z80, na inicialização do jogo.

Como as notícias correm rápido demais em um ambiente comunitário forte e principalmente com muita gente boa interagindo entre si, então em poucos minutos um dos membros da comunidade MSX bem conhecido pelo seu alto conhecimento da plataforma MSX, o Julio Lemos, entrou em contato comigo já com uma ROM modificada para esse fim e como era de se esperar, essa ROM funcionou perfeitamente.

Apesar desse contratempo tudo caminhava muito bem e os cartuchos MegaFlashROM começavam a ser produzidos para que enfim a ROM pudesse ser gravada e entregue aos participantes patrocinadores do projeto. Mas o pior estava por vir e nesse momento mais uma vez o Sergio me informou que a ROM do Aleste Gaiden não funcionava nessa MegaFlashROM 512Kb, apesar de rodar muitos jogos MegaROM, incluindo MetalGear2 e Goonies ‘R’ Good Enough, ambos de 512Kb, de mesma capacidade da ROM do Aleste Gaiden.

Marcamos, eu, Sergio e sua noiva, Cristina Simões e também o Rogério Matte (MSX ARM) no Shopping Light no centro de São Paulo, onde o Sergio me levou uma versão dessa MegaFlashROM 512Kb, com todos os chips soquetados afim de que pudéssemos modificá-la, caso fosse necessário, mas olhando a descrição da MegaFlashROM na própria plaquinha, dizia MegaFlashROM Konami4, o que já indicava uma pista do “problemão” que teríamos que resolver.

Não dá apara avançar nas explicações sem antes falar sobre a…

…DSK2ROM

O projeto DSK2ROM apesar de ser excelente e complexo tem um conceito bastante simples, ele simplesmente adiciona uma DISKBIOS modificada para “enxergar” a mapper da MegaFlashROM como se fosse um disco, mas infelizmente a DSK2ROM não suporta mapper Konami4 e para chegar a essa conclusão eu havia iniciado um trabalho de desenvolvimento de um novo gravador de flash para a MegaFlashROM que seria o responsável de patchear o software e DISKBIOS corretamente para a mapper Konami4, desenvolvi então o DSK2FLASH e fiz alguns testes com o jogo Aleste 1, que também não funcionava nessa mesma MegaFlashROM Konami4, entretanto cheguei a conclusão que o trabalho em cima da DISKBIOS seria bem demorado e que se o pessoal concordasse eu começaria os trabalhos em cima disso, mas não seria algo imediato e levaria talvez alguns meses até que tudo estivesse concluído.

O pessoal do projeto concordou em esperar mais um tempo até que eu tivesse tudo concluído mas nesse momento o inesperado aconteceu novamente. Como as notícias correm rápido e até mesmo porque depois que expliquei tecnicamente, exatamente, o que precisaríamos fazer para ter o Aleste Gaiden rodando nessa MegaFlashROM K4, algumas horas após expor esse fato na lista dos participantes do projeto, eu recebi um email do Marcelo Zoffy que eu conheci naquele exato momento em que lia aquele email mas que já de entrada havia ganho minha apreciação, admiração e respeito.

No email ele me dizia que havia feito exatamente o que eu precisava, inclusive já tinha uma ROM do Aleste Gaiden preparada para rodar na MegaFlasgROM Konami4, mas que só havia testado em um OpenMSX e nunca em um MSX real, ROM essa que estava inclusa em anexo no email. Nem precisa dizer que testei essa ROM correndo em vários MSX, desde MSX2 importados, MSX TurboR e também no ZemmixNeo, todos funcionando 100% e de primeira.

Agradeci ao Marcelo Zoffy, prometi que enviaria um cartucho novinho para ele assim que o mesmo estivesse pronto, peguei a ROM enviada por ele reenviei ao Julio Lemos para que ele aplicasse a sua modificação que chaveia o modo de operação para Z80 nos MSX TurboR e em 1 semana já tínhamos tudo pronto para lançar os cartuchos.

Após tudo isso, o Sergio correu para produzir, testar e corrigir eventuais problemas nas plaquinhas de MegaFlashROM já com os cartuchos transparentes, bem como Erwin finalizou a arte dos adesivos que estampam a frente dos cartuchos do Aleste Gaiden, que podem ser apreciadas nas fotos abaixo 🙂

Me lembro que há uns 3 anos atrás eu lancei o concurso Pop!Dev, visando premiar o desenvolvimento de software para MegaRAM, na época, onde o prêmio seria justamente uma MegaRAM 2MB. Infelizmente não houveram participantes nesse concurso e o mesmo foi cancelado alguns meses depois.

Felizmente ao participar de iniciativas como essa, onde membros da comunidade estão realmente focados em fazer algo acontecer, me faz repensar o relançamento do Pop!Dev novamente, sob outros moldes.

Posso afirmar que os vencedores do Pop!Dev do Aleste Gaiden, foram Marcelo Zoffy e Julio Lemos 🙂

Conforme prometido, tanto o Marcelo Zoffy, quanto o Julio Lemos, receberam 1 cartucho do Aleste Gaiden cada um deles pela grandiosa ajuda nesse projeto, pois sem eles talvez a ROM utilizada não fosse a do Aleste Gaiden, conforme pensado originalmente.

Agradeço também ao Sergio, que como um dos pais do projeto demonstrou uma grande capacidade e agilidade de “movimentação”, pois sabemos que em projetos desse tipo é necessário alguém com essa força em fazer a coisa acontecer, bem como ao Erwin pelas ideias e arte do cartucho e também a todos os que patrocinaram o projeto, sem vocês ele não teria acontecido nessa proporção em que aconteceu.

[]’s
PopolonY2k

Print Friendly, PDF & Email